Retro com motor aparente

A retroescavadeira talvez seja a máquina mais versátil entre todas que estão à disposição na hora de tocar uma obra ou entrar no campo. E é justamente por isso que esse tipo de máquina precisa que sua manutenção esteja sempre em dia. Afinal, são muitas funções que dependem de um número grande de peças, dos mais variados tipos, mas que precisam falar a mesma língua e trabalhar no mesmo ritmo, para que o cliente saia com um sorrisão no rosto, e o operador, com a sensação de dever cumprido.

Periodicidade depende do uso

O plano de manutenção deve incluir os itens básicos a seguir, mas a frequência com que ele será aplicado vai depender de como você usa sua retro:  

  • lubrificação
  • uso de graxa
  • acompanhamento de óleo de motor, eixo, transmissão e óleo hidráulico.

Trabalhar com excesso de carga, utilizar implementos inadequados ou trabalhar em locais mais precários, como brejos, vai exigir que as revisões sejam feitas com mais frequência.

Retro no campo sofre mais?

Se ela estiver em contato frequente com plantações que usam fertilizantes, sim. Como já alertamos, esses produtos poderão ter materiais corrosivos e, nesse caso, além de uma lavagem diária, o indicado é fazer a blindagem do alternador e pensar em uma proteção extra para o sistema elétrico.

Braço de escavação merece atenção especial

Como já explicamos em outro post por aqui, o braço de escavação trabalha mais e, consequentemente, se desgasta mais. É a articulação que está mais sensível a folgas em pinos e buchas. E, se você trabalha com um rompedor hidráulico, vai precisar ficar atento a eventuais trincas.

Conte com o pós-vendas e garanta que a manutenção esteja sempre em dia

As concessionárias estabelecem diversos tipos de contratos que incluem os serviços de manutenção das máquinas. Dessa forma, com o acompanhamento do pessoal da marca, fica mais fácil seguir com as revisões previstas no manual do fabricante. 

Na concessionária, além da verificação do óleo, determinação de ajustes e regulagens, poderá ser feita uma inspeção visual detalhada para diagnosticar possíveis ocorrências no equipamento, checando painel, sistema de iluminação, possibilidade de vazamentos nas mangueiras e em toda a estrutura. 

São por essas e outras que, se quiser ter sua retro como uma boa companheira na lida diária, é preciso pensar sempre na manutenção preventiva. 

Se você tem mais alguma dica valiosa sobre a saúde de retros, comente aqui e ajude a deixar o Clube ainda mais cheio de informação!